Segunda-feira, 1 de Fevereiro de 2010

Pega na vela e

Passa-a à pelo meu  rosto,

Não o consigo sentir...

Há um passar a sobrevoar o rio,

Mas ele não nos vê...

O meu navio afundou há já algum tempo,

E agora é a minha vez,

Pois não consigo nadar neste mar de ilusão,

Consigo ouvir, outras pessoas a

Implorarem por ajuda,

Mas não há ninguém à vista,

E também não há nenhum barco de socorro,

Talvez, estejamos todos destinados

A nos afundarmos na no mar de ilusão, no mar onde o podre

Permanece até não mais,

O cheiro é pestilento, e dificil de respirar...

São minutos,

São horas,

São dias, perdidos,

Neste mar, coberto pelo podre da humanidade...

Perdemo-nos para morrer!

Morremos pois somos podres,

Estamos aqui para morrer e

Alimentar os abutres que

Consigo agora ver a voar...

Mas eu ainda vivo,

Ainda estou viva,

Um pouco como uma mentira...

E o amor?

O amor é apenas mais ilusão...

Caminhas na luz do tempo,

És a vaidade em pessoa,

Vejo copos, garrafas, mas tudo vazio,

Tenho sede, mas a àgua está salgada e podre,

E eu sinto-me assim a morrer,

A morrer de sede...

Ainda que não sinta a chama da vela,

Sinto o meu coração a queimar...

Consigo ouvir o choro desesperado da criança,

Que vê agora a mãe a morrer,

A entregar-se numa bandeja de ouro,

Aos abutres...

Há mentira na minha respiração,

O mundo está a arder,

Há cinzas por todo o lado,

Elas saiem do meu coração...

Estou cega de raiva, e cega de dor,

Surda de amor, e não consigo falar, pois tenho medo...

Perdi a razão,

Por ser podre, tão podre como todas estas pessoas

à nossa volta...

Já não reconheço a tua voz,

Já não reconheço a tua face,

Mas sei que te amo...

Amo-te, e até isso é apenas uma ilusão...

Sinto-me amaldiçoada,

E sinto-me amaldiçoar-te a ti também em minhas memórias,

Peço que te vás embora...

Ainda assim deitas-te na minha sepultura,

E abraças-te a ela,

Como se me abraçasses a mim,

Sinto o teu calor...

Mas até o teu calor é apenas uma ilusão...

 

 

Published by Isis Erzsébeth Báthory às 21:06
link do post | Give your input | | | favorito

WOW! Isto está diferente!!!

Tem um ar mais leve! Porque será? :)

Gosto! Mudar de ares sempre fez bem!

Espero que estejas porreira! E continua a escrever...nota-se boa evolução!

Beijoca
Teresa a 2 de Fevereiro de 2010 às 01:22


mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

14
15
17
19

21
22
25
27

28


últ. comentários
Since the very first moment that I felt you inside...
I love you too the problem with me is that I never...
Sou enfermeiro no Brasil, pós graduado, revoltado ...
Ora aqui está um verdadeiro retornado do outro mun...
Há mais quem volte, quem também goste de túmulos, ...
Ton petit coeur m´a fait peur!!Ce sont des verses ...
Ao longo do tempo temos fases de maior apego ou in...
Vim agradecer e retribuir a visita. Continue a ler...
And never look back! She didn't lose everyone... T...
Eu mudei... Mudei muito... Mas para melhor eu acho...
links