Sexta-feira, 26 de Fevereiro de 2010

preciso de serenal...Não tenho...

Não consigo dormir...

Estou numa pilha de nervos...

Published by Isis Erzsébeth Báthory às 03:46
link do post | Give your input | | | favorito

Quarta-feira, 24 de Fevereiro de 2010

Meus amigos e amigas, meus invejosos e minhas invejosas, e resto da malta que por aqui passa...

Acreditem ou não...Eu fiquei fã destes mocinhos...

Agradeço ao Bernardo Moura por ter mostrado a Polvora!

 

I'm feeling: Prestes a rebentar os timpanos
Music: ZTAM - Clandestino (oh yeahh)
Published by Isis Erzsébeth Báthory às 22:47
link do post | Give your input | | | favorito

Terça-feira, 23 de Fevereiro de 2010

                   

Foto de backstage, enquanto filmavamos para a SIC

 

 

Hoje, quer dizer, hoje não, ultimamente, dou por mim a pensar no J.

Tenho saudades dele,

Sentia-me protegida e segura com ele...

Lillith disse para não pensar nele...Embora tente, ultimamente tem sido dificil...

Mas penso que amanhã já vou estar melhor...

 

Published by Isis Erzsébeth Báthory às 01:01
link do post | Give your input | | | favorito

Sábado, 20 de Fevereiro de 2010

Vocês sabem perfeitamente que sempre fui da opinião "com as merdas dos outros, estou eu muito bem"...E sou muito de lamuriar o facto de não poder coprar a nova print da MmM, ou wtv...Mas hoje confesso que fiquei chocadinha...

Por acaso, é que foi mesmo por acaso, fui ao AI FAI (aka hi5), e epá dei de caras com o perfil de um amigo da invicta, com quem não falava já há imenso...Fiquei a saber do seu acidente fodidissimo de mota, que levou a que tivesse de amputar o braço direito...Admirou-me o facto de continuar o mesmo "barbaro" de sempre...Admirou-me o facto de ainda conseguir ter as suas ideias positivas à cerca de tudo o que passou e de rir-se dele mesmo...

E fiquei a pensar "e ainda me queixo porque nao posso comprar a nova print da MmM?", o B. virou o meu mais recent heroi...

Published by Isis Erzsébeth Báthory às 16:52
link do post | Give your input | Observe other inputs (2) | | | favorito

Quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2010

 

 

 

 

 Je ne sais pas, mais mes pensées ne sont pas correct…
C’est juste une idée peut être marré mais
Elle est dans ma tête, et elle passe et repasse encore une fois…
C’est l’idée de l’amour, est-ce que tu connais ?
As-tu aimé déjà ? Est-ce que tu avais des sentiments pour moi ?
Est-ce que mon amour pour toi a était réciproque, juste pour une fois ?
Je me sens en destruction…
Maybe it is just a crazy idea of my hearth,
My hearth who keeps crying blood tears for you,
For having lost your love, even though he does not if your
Love did really existed, some time ago…
I prayed for you, for you to come back to me,
Mais  peut-être c’était une idée folle cette de prier
Pour ton amour…
Je ne sais pas quoi te dire…
Je te dis juste que la
Promenade de la vie te fait aller
Dans une espèce de destruction...
And
that's the point where I am

 

Published by Isis Erzsébeth Báthory às 21:20
link do post | Give your input | | | favorito

Terça-feira, 16 de Fevereiro de 2010

Bem, para quem não viu, eu fiz uma reportagem para o jornal da noite da sic, domingo passado (14 de fev)...

e pronto, decidi mostrar a quem não viu...

Sim trocaram o meu nome com o da filipa e ainda escreveram mal "báthory", mas pronto, não interessa...

Espero que gostem :)

 

Published by Isis Erzsébeth Báthory às 22:03
link do post | Give your input | Observe other inputs (2) | | | favorito

Sexta-feira, 12 de Fevereiro de 2010

Sentem-se

Porque a mudança pode vir a ser grande, e chocadora...

Acho que vou cortar o cabelo pelo pescoceito...Acreditem é uma tortura só de pensar...

Mas ele tá tão messed up....

Published by Isis Erzsébeth Báthory às 00:35
link do post | Give your input | Observe other inputs (2) | | | favorito

Eu não morri,eu simplesmente fiquei sem internet,

Percebem?

Published by Isis Erzsébeth Báthory às 00:14
link do post | Give your input | | | favorito

Quarta-feira, 3 de Fevereiro de 2010

Gostam da casinha nova? É?

Pois eu não, e não sei como é que a pus assim e agora tambem não sei mudar, e sinceramente, hoje não me vou dar ao trabalho, porque fiquei outra vez sem net, e não estou no meu pc, por isso fica assim...Limitem-se a ler a minha deprimencia, que já não vao muito mal...

Published by Isis Erzsébeth Báthory às 20:13
link do post | Give your input | Observe other inputs (3) | | | favorito

Segunda-feira, 1 de Fevereiro de 2010

Pega na vela e

Passa-a à pelo meu  rosto,

Não o consigo sentir...

Há um passar a sobrevoar o rio,

Mas ele não nos vê...

O meu navio afundou há já algum tempo,

E agora é a minha vez,

Pois não consigo nadar neste mar de ilusão,

Consigo ouvir, outras pessoas a

Implorarem por ajuda,

Mas não há ninguém à vista,

E também não há nenhum barco de socorro,

Talvez, estejamos todos destinados

A nos afundarmos na no mar de ilusão, no mar onde o podre

Permanece até não mais,

O cheiro é pestilento, e dificil de respirar...

São minutos,

São horas,

São dias, perdidos,

Neste mar, coberto pelo podre da humanidade...

Perdemo-nos para morrer!

Morremos pois somos podres,

Estamos aqui para morrer e

Alimentar os abutres que

Consigo agora ver a voar...

Mas eu ainda vivo,

Ainda estou viva,

Um pouco como uma mentira...

E o amor?

O amor é apenas mais ilusão...

Caminhas na luz do tempo,

És a vaidade em pessoa,

Vejo copos, garrafas, mas tudo vazio,

Tenho sede, mas a àgua está salgada e podre,

E eu sinto-me assim a morrer,

A morrer de sede...

Ainda que não sinta a chama da vela,

Sinto o meu coração a queimar...

Consigo ouvir o choro desesperado da criança,

Que vê agora a mãe a morrer,

A entregar-se numa bandeja de ouro,

Aos abutres...

Há mentira na minha respiração,

O mundo está a arder,

Há cinzas por todo o lado,

Elas saiem do meu coração...

Estou cega de raiva, e cega de dor,

Surda de amor, e não consigo falar, pois tenho medo...

Perdi a razão,

Por ser podre, tão podre como todas estas pessoas

à nossa volta...

Já não reconheço a tua voz,

Já não reconheço a tua face,

Mas sei que te amo...

Amo-te, e até isso é apenas uma ilusão...

Sinto-me amaldiçoada,

E sinto-me amaldiçoar-te a ti também em minhas memórias,

Peço que te vás embora...

Ainda assim deitas-te na minha sepultura,

E abraças-te a ela,

Como se me abraçasses a mim,

Sinto o teu calor...

Mas até o teu calor é apenas uma ilusão...

 

 

Published by Isis Erzsébeth Báthory às 21:06
link do post | Give your input | Observe other inputs (1) | | | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

14
15
17
19

21
22
25
27

28


últ. comentários
Since the very first moment that I felt you inside...
I love you too the problem with me is that I never...
Sou enfermeiro no Brasil, pós graduado, revoltado ...
Ora aqui está um verdadeiro retornado do outro mun...
Há mais quem volte, quem também goste de túmulos, ...
Ton petit coeur m´a fait peur!!Ce sont des verses ...
Ao longo do tempo temos fases de maior apego ou in...
Vim agradecer e retribuir a visita. Continue a ler...
And never look back! She didn't lose everyone... T...
Eu mudei... Mudei muito... Mas para melhor eu acho...
links
subscrever feeds