Sábado, 2 de Maio de 2015

10.JPG

 "Sinto-te a passar,
Passas-me entre as mãos,
E não te consigo viver,
Não consigo aproveitar todas as chances
Que por ti me são dadas...
Não, sei o motivo...
Mas sei que me sinto zangada contigo,
estou furiosa, e não consigo perceber porquê...
Passas-me pelas mãos, consigo tocar-te
Ao de leve com os meus dedos
Mas Deixo-te sempre fugir,
Não me compriendo,
Infeliz sou eu,
Infeliz torno todos aqueles que à minha volta estão
Sou incompreensivel...
E incrompreensiveis, são os que estão
À minha volta...
Quero fugir...
Mas um dia alguem muito importante me disse
Que isso seria cobardia...
Um dia esse alguém me disse que eu era forte...
Eu hoje olho e vejo que não sou forte...
Eu hoje vejo que nem coragem tenho
Para aproveitar a vida que esta a passar..."

 

Em 2007

Published by Isis Erzsébeth Báthory às 08:31
link do post | Give your input | | | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
16

18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


últ. comentários
Since the very first moment that I felt you inside...
I love you too the problem with me is that I never...
Sou enfermeiro no Brasil, pós graduado, revoltado ...
Ora aqui está um verdadeiro retornado do outro mun...
Há mais quem volte, quem também goste de túmulos, ...
Ton petit coeur m´a fait peur!!Ce sont des verses ...
Ao longo do tempo temos fases de maior apego ou in...
Vim agradecer e retribuir a visita. Continue a ler...
And never look back! She didn't lose everyone... T...
Eu mudei... Mudei muito... Mas para melhor eu acho...
links